.mais sobre nós

.lambidelas recentes

. Adeus Ika...

. Mais uma acção a favor da...

. Porque a moda também é pa...

. Novo susto!!

. Visita ao veterinário

. Regresso a casa...

. A reagir

. Más notícias...

. Novo blog da Associação B...

. Antes que o ano termine.....

.lambidelas do passado

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.farejar no blog

 
online
Animais de Rua - Projecto de Esterilização e Protecção de Animais Sem Lar
Domingo, 27 de Maio de 2007

Memórias...

          Hoje, enquanto descansei um pouco, estendida na relva fresca do meu jardim, lembrei-me do dia em que aqui cheguei, assustada, encharcada, cheia de fome e de vontade de amar, dias depois de ter sido atirada de um carro e de me terem acolhido num quintal, numa noite de temporal. Foi aí que a minha vida recomeçou... quando a vi chegar e me aconchegar sem hesitar nem um instante antes de me meter no porta bagagem do seu carro. Tenho na memória esse dia e nunca mais o vou esquecer. Trouxe-me para este lar, alimentou-me, agasalhou-me e prometeu que ia cuidar de mim.

* no dia em que aqui cheguei

 

          Não foi fácil e portei-me muito mal. Estava assustada, receosa e só me deu para fazer disparates. Abri um buraco na porta da garagem, ruí os arbustos do jardim e destruí a cama que com tanto carinho comprou para mim. Ainda me lembro de a ver, abraçada a mim, a chorar compulsivamente, quando lhe disseram que não me queriam mais lá em casa. Chorou com tanta dor que nesse instante percebi que tinha estragado tudo. Deram-me uma nova oportunidade e eu deitei tudo a perder. Ela não tinha opção e tinha de me tirar dali. Estava desesperada e lambia-a com todo o meu amor. Ela sim, era minha amiga, perdoara todas as minhas loucuras e eu desapontei-a. Não tinha mais hipóteses...tinha de sair dali.

           Foi um milagre, sim posso dizer que foi!!! No momento em que, rendida perante os meus disparates, a avózinha chegou e nos deu mais uma oportunidade. Era desta vez que eu ia provar que merecia aquela oportunidade. Chorámos as duas abraçadas perante o olhar enternecido da sua mãe, que ao mesmo tempo fazia ameaças..."para a próxima vai mesmo...". Mas não faz mal porque nunca mais iria haver a próxima!


lambido por dog'slife às 21:59

link do post | uiva connosco | favorito
|

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.jardins onde passeamos